20.5.07

ensaio sobre o amarelo


der kuss

Então, descobri o Klimt. Já conhecia de vista, mas não tínhamos sido apresentados assim, com nome e sobrenome e obra.
Enfim, eu adoro o amarelo dos quadros dele. Eu vejo sempre uma grande colcha de retalhos. Com licenca, improváveis especialistas que acaso passem por aqui: parece mesmo colcha de retalhos, e é tão bonito. Ainda que os rostos sejam tristes e os corpos duros, não há nada à volta, nada além do mosaico, do ouro velho, dos cacos e das migalhas.

5 pessoas pararam por aqui:

Ada disse...

seu texto me lembrou o filme:

Jovens amantes
procuram a perfeição.
Velhos amantes aprendem
a arte de unir retalhos
e descobrem a beleza
na variedade das peças.

ada disse...

Klimt é um velho amante.

Mi disse...

não sabia q vc tinha blog.... gostei!!!
ce devia escrever mais...

beijos

Mi disse...

é a Emily, tá? sua aluna du français!

aline disse...

nossa! pessoas, aqui!

que filme, ada?

Postar um comentário

Diga lá.