7.12.07

o poema e a foto












Se cada dia cai,
dentro de cada noite,
há um poço
onde a claridade está presa!
Há que sentar-se na beira
do poço, à sombra,
e pescar a luz caída,
com paciência.

Pablo Neruda.


Créditos : o poema não é meu, mas a foto é. e eu gostei bastante de deixá-los juntos.

0 pessoas pararam por aqui:

Postar um comentário

Diga lá.