19.2.08

cabeça dinossauro

Recebi há pouco uma notícia ruim e, a princípio, acho que é um problema e aborreço-me. Passam poucas horas e eu já me convenci de que, não sendo exatamente um problema, trata-se de uma dessas atrapalhações que aparecem e, afinal, complicam a vida mesmo. Algo não deu certo, e eu gostaria que tivesse sido diferente. É só, e mais não digo, porque se o insucesso não me parece constrangedor, confesso que meu aborrecimento me embaraça.
Se tivessem sido as coisas diferentes, eu certamente teria logo saído para comemorar: eu, ele, barzinho, jantar, chocolate, vinho e uma noite agradável. Não fiz nada disso, naturalmente, improvisei uma comemoração com vinho barato e chocolate em barra, ouvindo música. E, curioso, do tédio surge uma pontinha de alegria: engolir o tombo com bom humor me pareceu... sei lá, mais fácil. Ou divertido, ou decente. Que seja.

Consolinho de meio de semana.

0 pessoas pararam por aqui:

Postar um comentário

Diga lá.