19.2.08

minhas janelas

Senhoras e senhores, O Beijo, de Toulouse-Lautrec.


Gosto de imagens, fotos, desenhos, em cores ou p&b, de diferentes traços, materiais, coisa infantil, delicada, obscena, agressiva, engraçada, séria, triste. Gosto de enxergar de todos esses jeitos.

Desde criança eu tenho medo de ficar cega. Não sei ao certo de onde vem o medo (ninguém nunca sabe ao certo), mas acho que tem a ver com uma miopia que começou aos 9 anos e só fez crescer. Enxergo mal sem óculos, e acabei aprendendo a gostar de vultos, cores misturadas, imagens sem delineados. Aprendi a gostar ainda mais das imagens perfeitas: eu as enxergo quase compulsivamente, caso um dia minha vida vire um filme e o autor resolva que meu medo tinha, sim, fundamento.
Documentário Janela da alma, esta noite.

4 pessoas pararam por aqui:

LuRussa disse...

Lindo seu blog.
Que bom que cheguei até aqui.

LuRussa
www.garotinharuiva.blogger.com.br

Flávia disse...

você matava as formigas pretas grandes? Eu lembro de maltratá-las e nem tentava adestrá-las, os tatuzinhos sim. Volto as formigas: lembro que no ato da morte subia um cheiro ruim. cheiro de formiga preta morta. gosto de formigas.
o documentário é excelente. ainda tem o manoel de barros. que é bom com as imagens e não pinta uma tela. pinta um mundo de desocupações. escrevi demais...e eu que sempre quis usar óculos..vejo bem...quando olho um quadro, aperto os olhos que é pra ver a distorção das cores e sua mistura.fim.

marcio cenzi disse...

o documentário é muito bom. o depoimento do manoel de barros é ótimo.

Flávia disse...

acredita que nunca vi esse filme, é uma falta... fiquei pensando um pouco sobre "nitidez(es?) diferentes" e esboços. de quantas camadas sobrepostas sobre as imagens e os olhos.não sei. coisa de se pensar mais.

ademais leio os posts novos.

Postar um comentário

Diga lá.