22.1.09

das mudanças

Agora, é pura teimosia. Porque não quero transformar isso aqui em um diário de bordo desta mudança, que já dura alguns meses, nem vou comentar que o sinal da internet é precário e eu mal-e-mal consigo ler meus e-mails. Ou seja, responde-los é quase impossível. Postar, agora, é teimosia. Acho que é um dos poucos hábitos que eu mantenho desde São Paulo. Todo o resto mudou muito. As coisas que faço e com as quais me preocupo, o ritmo com que as cumpro, nada lembra o semestre de uma estudante de pós graduação e professora de francês que vivia dentro da universidade. O engraçado é que, ao mesmo tempo em que estou aprendendo a ser a dona da casa, que providencia, escolhe e resolve tudo, voltei a experimentar o papel de filha em tempo integral. Com meus pais aqui, na nossa casa, eu fico entre dois estilos de vida que, até pouco tempo, me eram distantes: minha infância ao pé deles e minha "adultice" com o Paulo. Quero dizer, uma vida em que nós pagamos contas, moramos numa rua de verdade, não temos bandeijão a R$1,90. Nada disso acontecia no campus. Nós já morávamos juntos, eu já tinha cartão de crédito, ia da moradia estudantil ao centro e à Vila Madalena com naturalidade. Mas nada aqui é parecido. Meus livros não estão aqui ainda, nem meus alunos, nem minha orientadora. E parece que foi há tanto, tanto tempo. Mudaram as coisas, mudei eu também. E nem preciso, né? Dizer que não tem situação melhor, é só diferente mesmo. Talvez uma das melhores partes seja me descobrir nessa mudança. Como um namoro recém começado com a cidade. Que proporciona outras opções, soluções, problemas e possibilidades. Daqui a uma semana meus pais vão embora. E aí acho que começa. Aquela vida que, na verdade, nunca teve um começo bem definido.
Estou adorando.

4 pessoas pararam por aqui:

lu disse...

eeeeh, que delícia. eu já moro aqui com o maridão faz dois anos e vira e mexe ainda tenho essa sensação de uau, não acredito que já aconteceu. parece que faz pouco tempo, mas ao mesmo tempo nem me imagino mais na minha vida antiga. e no meu caso, a adultice ao lado do marido na minha casa é tãaaaao melhor! desejo muito que sua nova fase comece logo sem nenhum tranco indesejável e que te traga muitas alegrias.
beijo!

Su disse...

Ei casal! Cheguei aqui pelo blog do Thanatos, indicado pela Lu, que... ah, já nem sei mais. Passei pra dizer que curti. E que volto. Beijos!

aline disse...

Verdade, lu, as vezes dá vertigem. Tem hora que eu fico tão empolgada com umas coisas bestas, tipo, o primeiro cuzcuz na minha cozinha que fica até engraçado. To super curtindo, e assim que a casa estiver montadinha, vou começar a convidar pessoas.

Su, obrigada e seja bem vinda - ou bem vindo? :)

Beijos

Su disse...

ObrigadA! :)

Postar um comentário

Diga lá.