23.3.09

dos falsos spoilers

Nosso jogo continua. E eu, com milhões de pontos a frente. A Dani reconheceu o House numa cena de Friends. Boa. O Fi reconheceu a Lisa Cuddy na cena do restaurante de Melhor é impossível, mas não percebeu que, na mesma mesa, estava o Taub. Tsc, tsc, tsc. Ele está com cabelo. Meu problema é só com óculos. Eu que vi os dois, portanto. E também vi o Michael do Lost no Romeu e Julieta. Ele é o Mercurio. Muito fácil. O Fi disse que não gosta do Romeu e Julieta então não conta. Evidentemente, esse argumento não valeu de nada. São duras, as regras.


Nós estamos meio aficcionados por House. Eu e Paulo compramos as temporadas e assistimos aqui, e mandamos por sedex pra eles dois lá. Depois, eles enviam pros nossos pais. Sendo a primeira da corrente a assistir, eu tenho privilégios. De zoar o barraco. Fico contando spoilers por telefone no meio da conversa. A maioria são spoilers falsos. Uns poucos verdadeiros. Pra manter o suspense e o equilíbrio de forças boas e más que regem o mundo. E claro, irrita-los mais. Quem inventou esse método de tortura foi o Filipe, aliás, com os livros do Harry Potter. Um gênio do crime. Eu não lia, então me divertia vendo a Dani se contorcer enquanto ele dizia que o Ronny tinha morrido. Depois ele retificava e dizia que era a Hermione. Depois, o Dumbledore. A umas tantas, Dani achou que era tudo blefe. E quase surtou quando descobriu que o Dumbledore de fato morreu. A vingança dela foi com Lost, que o Filipe viu depois dela ter terminado uma temporada. Agora é minha vez, com o House. Iar, iar, iar.
Eu sei que piadas internas só são engraçadas pra quem participa delas. Pro resto do mundo, é meio xarope. Eu tenho abusado das piadas internas, nessas últimas semanas. O Filipe ganhou uma bolsa e vai passar seis meses em Portugal, a contar de junho. Depois, muito provavelmente vai passar um ano na Suécia. Por causa do doutorado dele. Eu me considero uma pessoa de bastante sorte. Porque calhou de meu irmão ser uma das pessoas mais admiráveis que eu conheço*. Dessas que você quer que gostem de você. Que fazem toda a diferença no lugar em que estão. Inteligente, generoso, companheiro e engraçado. Ele é tudo isso. Tenho sorte porque eu cresci com ele. E a gente já se gosta por sermos irmãos. E ele é meu melhor amigo, e melhor amigo do Paulo, também. A namorada dele é portuguesa e há poucos meses voltou pra lá. Então a bolsa vai ser muito conveniente, embora ele tenha se inscrito antes de ela precisar deixar o Brasil. Agora, a família dela está empenhada numa campanha pra fazer com que ele fique por lá de vez, com medo de que ela decida morar aqui. Ele veio perguntar o que eu achava. Eu apoiei que ele ficasse por lá, se quisesse. Com o coração na mão. Nem consegui olhar muito pra ele quando entrei no carro pra voltar pro Rio. Ele estava sorrindo muito. Eu adoro esse moleque. Ficar longe do Fi vai ser uma das coisas mais difícieis. To me preparando já. Fazendo um intensivo de piadas internas. Daqui a pouco eu ligo pra ele. Vou contar que o House engravida a Cuddy no final da quarta temporada.


* Vão pensar que eu acho isso dele só porque é meu irmão. Não é nada. Com muitos dos meus parentes é o contrário. Eu convivo de perto então acho que são as pessoas mais esganáveis do mundo. Embora goste bastante deles também. De alguns deles, claro. Dos mais próximos só.

12 pessoas pararam por aqui:

lu disse...

...o house engravida a cuddy??
putz!

fuda disse...

hehe, eu acho que serei igual a você, num futuro proximo pos cursinho...

Arthur disse...

O House também é o pai do Stuart Little, o que causa um estranhamento terrível.

Ricardo C. disse...

Não, Arthur, tenho certeza que a Cuddy não é mãe do Stuart Little...
;-)

aline disse...

hahahhahahahahaha

Lu, falso spoiler. Na verdade ela engravida do Wilson.

Fuda, que? Igual a mim como? Orfã de irmão? Viciada em seriados? :)

Arthur. É verdade. Mas essa descoberta não contou pro nosso jogo pq eu descobri no imdb, e não assistindo Stuart Little (nunca tive lá muito interesse, o rato do meu coração é o Remy do Ratatouille).

Ricardo, hahahahhahahahahahah

fuda disse...

orfa de irmao e viciada em seriados eu jah sou, acho que soh falta ser professora de frances ;)

beijo

aline disse...

hahahahahahhahahahhahahahah

boa sorte então. :*

Daniela disse...

eu odeio house mas adorei esse post :-)

é isso

Daniele disse...

mano
isso pq vc jah tah longe dele ha um tempinho
e eu que tenho que aturar esse moleque sempre?
tipo, como vai ser NAO TER que atura-lo???

jah to vendo as festinhas jah... ^^

aline disse...

Há, oi Dani(ela). Obrigada. Mas... detesta House pq? :***


Dani(ele). É. Eu sei. Ce tá ferrada. Muda pra Niticity, fia. Te recebo, ó, de *abraços abertos*. :D

Daniela disse...

Line, nao vou com a cara dele. Cara MUITO arrogante e meio pocotó tb né? Olha, acho que eu sou meio parecida com ele..hahahaha...sou uma pessoa meio tolerância zero e as vezes descambo na grosseria. Mas é uma característica minha que eu D-E-T-E-S-T-O.

Acho que é isso: as coisas que mais chamam à atençao nele sao as coisas que eu menos gosto em mim.

aline disse...

*Explosão de risos* com o pocotó. Ce num tem ideia. De como eu posso ser escandalosa às 2h30 da amhã pq nao estava preparada pro pocotó. Eu agradeço, meus vizinhos não ;)

Então. O House é um traste. Nem se compare a ele, pq vc é fofa, querida, sorridente. Nem vem. Mesmo sua falta de paciência é elegante.
Tenhodito.

bjos

Postar um comentário

Diga lá.