17.4.09

da alma feminina

Revista da Magali, Novembro/1996


Essa coisa, de ser mulher. Inata, essencial, espontânea, sensível. Nada a ver com artifício e cultura. Nada, nada, nada, nada.

2 pessoas pararam por aqui:

marjorierodrigues disse...

Adoro Mauricio das antigas.

aline disse...

\O/

Postar um comentário

Diga lá.